segunda-feira, 19 de fevereiro de 2007

Quinta do Infantado Reserva 2003 tinto


Não posso deixar de dedicar umas linhas a este vinho. Desde 1994, quando fiz o meu primeiro Douro mais ou menos sério (com alguma ajuda do DN), que esperava este momento. Depois fiz uma série de asneiras (umas sózinho outras acompanhado :-( até que, com a chegada da Fátima Ribas os nossos Douros começaram a entrar nos eixos. Depois dos Quinta do Infantado 2001, 2002 e 2003, lançamos no Natal de 2006 este Reserva 2003. Já algures mais atrás no gotaepinga, disse para não se esperar imparcialidade em todos os textos, como é o caso deste. Para mim é um grande vinho. Ainda não um grande vinho com letras maiúsculas, um grande vinho, assim, todo em minúsculas. Um bocadinho menos à moda do que alguns dos Douros que se vão fazendo, com menos madeira e mais elegância, com menos power e mais frescura. Engarrafado relativamente tarde, em Abril de 2006, são cerca de 6'000 garrafas que dão prazer agora e irão recompensar alguns anitos de guarda. Para os amigos é o vinho da Fatuxa, o que é bem merecido.

5 comentários:

Nuno de Oliveira Garcia disse...

Jonnhy,

É um belíssimo vinho. Parabéns e abraços.

N.

Anónimo disse...

Também já provei o vinho e sendo um bom vinho, discordo que seja um belíssimo vinho. É um vinho feito na elegância, simpático, no entanto falta-lhe muito para chegar a um Xisto, como exemplo de um douro feito tb na elegância. Opinião pesssoal claro está...

joaoRedrose disse...

dear Anonymus,

simpático já é simpático.
gracias

Alexandre Matos disse...

Caro João, e aonde é que posso comprar este vinho ?

Anónimo disse...

É um vinho excelente para acompanhar uma refeição. Realmente uns anitos mais em garrafa não o devem piorar nadinha e ele parece aguentar bem...continua assim joão, para breve te visitarei.
abraços do JPP

 
eXTReMe Tracker