segunda-feira, 22 de maio de 2006

Em 1944 era assim...

Ano 1944, a revista Região do Douro lança um número especial para comemorar a inauguração da sede da Casa do Douro, na Régua. Pérolas.





A fiscalização do IVP (ainda não era IVDP) era muito mais activa. Tinham contrato com o Gulliver que nem aos pobres dos carregadores dava descanso, não fora algum deles beber uma gota ou pinga de tratado sem o devido selo de garantia.


















A Niepoort já dizia que quem sabe, sabe, e a Niepoort sabe.
O telefone era o 28!

















Naqueles tempos era só discar 190 no telefone e da Uva logo nos informavam sobre as últimas novidades dos vinhos do Douro... ou de Tôrres Vedras






















A Raposeira já patrocinava a felicidade!

2 comentários:

Copo de 3 disse...

Muito bom mesmo, gosto sempre de olhar para o passado, mesmo que seja um passado mais velho que eu então ainda melhor.
Keep rolling Red Rose Man ;)

frexou disse...

Porreiro!
Boas memórias!

Achei cómico o 28!
Hoje em dia o 28 deve ser uma autocarro qualquer para a Amadora ou pra Gaia!

um abraço

 
eXTReMe Tracker